segunda-feira, 9 de março de 2015

Das Mulheres da Minha Vida

Ontem foi o dia internacional da mulheres...

Eu tenho algumas mulheres que são minha inspiração de vida, das quais vou citar apenas 3, minha mãe e minhas 2 avós.

Minha mãe sempre foi linda, não sei se são os meus olhos de filha, mas sempre vi nela uma mulher linda, exuberante e chique. Ela ensinou-me a ser mulher, quando eu no auge da adolescência não sabia me vestir, foi ela quem me levou até uma loja e mudou meu guarda roupa. Além de linda minha mãe sempre foi muito trabalhadeira, minha mãe só não trabalhou fora quando cuidava dos filhos bebês.

Lembro dela linda em um uniforme que tinha como acessório um lenço...

Por muitos e muitos anos eu quis ser a cópia dela, afinal a aparência já é bem parecida, mas hoje sei que jamais serei como ela, ela é única.
Eu acreditava que todas as mulheres sabiam se maquiar,pois para minha mãe era tão simples. Já saímos juntas, trabalhamos juntas, ela sempre me incentivou e ainda me incentiva. Sei que sente orgulho de mim, e mesmo assim alerta meus pontos negativos para que eu sempre seja alguém ainda melhor.
Já escrevi para ela aqui no blog: Para minha mãe .

Das minha avós, tem a mãe da minha mãe, que assim como ela é uma guerreira. Separou-se do meu avó e foi trabalhar fora, comprou seu próprio apartamento, seu carro e tinha um emprego que eu achava um máximo. Após anos de trabalho comprou sua casa no litoral e casou-se novamente...
Mas as memórias que tenho dela, são dela fazendo nossa ceia de natal, dela costurando um vestido para mim, de nós duas deitadas conversando antes de dormir (quando criança eu dormia com ela em alguns finais de semana), lembro-me dela em sua sala trabalhando e me ensinando a tabuada, de nós duas conversando por horas a fio e se divertindo muito... Minha vó é pequenina tem apenas um metro e meio de altura, usava sempre roupas combinando, salto alto e maquiagem. Linda!

E tem a vó mãe do meu pai, o outro lado da moeda. Nunca trabalhou fora, casada há mais de 50 anos, dedicou sua vida exclusivamente ao trabalho da casa e cuidados com os filhos e netos. A simplicidade define essa minha vó, ano passado eu perguntei como ela sentia-se completando suas 76 primaveras e ela me disse: _ Sensação de dever cumprido.
Ao seu modo, teve a vida que gostaria, batalhou para ter tranquilidade e obteve. Sempre admirei nela a tranquilidade com que vivia, a forma de viver sem exigir muito da vida, acolhedora e aconselhadora, essa minha vó ensinou-me que a vida não caminha de forma suave se tratarmos tudo a "ferro e fogo". E uma lição que é dela também, se você não perguntar a resposta será sempre não.

Tenho outras mulheres que poderia citar, mas sei que as que contribuíram de forma direta para eu ser quem eu sou foram elas: Cíntia, Alcidema e Luíza.
 Essas três mulheres me inspiram e deixaram em mim lições que desejo passar para as duas mulheres mais importantes da minha vida, MINHAS FILHAS.
Eu, Bel e Baby.


Que o dia da mulher seja como devem ser o dias comemorativos, de reflexão e admiração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e pergunte, nós adoramos sua participação.